by Carolis
betada por: Lívia



Capítulo 1

‘Harry! Você pirou??’ tentava dizer baixo para o irmão.
‘Po, ... Me ajuda, vai!’ Ele insistia. ‘Eu não posso ficar aqui... O meu destino está em Los Angeles!’
‘Por quê? Aqui tem um monte de teste para bandas...’
‘Eu sei, mas eu nunca consigo passar...’
‘E porque, você acha que lá vai ser diferente?’
‘Não sei, mas se eu não tentar, nunca vou saber.’
‘Não sei.’
‘Poxa , você toca bateria tão bem quanto eu!’
‘Eu sei, mas nunca foi meu sonho...’
‘Por mim!’ Ele fez cara de cachorrinho pidão.
‘Quer dizer então, que além de eu ter que tocar no seu lugar, eu vou ter que ter aulas?’
‘É... nós somos gêmeos... Ninguém vai perceber, e você está precisando mesmo de umas aulinhas.’
‘Ah, é... Às vezes eu olho no espelho e me assusto com o que eu vejo...’ Ela brincou.
, é só você colocar uns enchimentos, para cobrir esse seu peito gigante...’
‘Harry!’
‘Po, mas é mesmo... Colocar uma sobrancelha artificial, porque essa sua fininha ai, e uma peruca!’
‘Noooossa! Que simples!’
‘É né?? Então tá. Eu sabia que podia contar com você...’
‘Mas você já vai?’ perguntou vendo o irmão se apoiar na janela.’
‘Claro!’
‘E a mamãe?’
‘Fala que eu estou na casa do papai, e se ele perguntar fala o contrário.’
‘HARRY!!’ Ela gritou, mas era tarde demais.
‘Você estava falando com seu irmão?’ A Sra. Judd entrou no quarto.
‘Não... Quer dizer... sim... é... no telefone!’ Ela rapidamente pegou o telefone. ‘Tchau Harry, divirta-se ai na casa do papai!’
‘Papai? Mas ele nem me avisou nada.’ Disse a mãe como se isso fosse a pior coisa do mundo.
‘É... Ele decidiu rápido, e pediu pra mim te avisar... Tchau mãe... Vou à casa da .’
‘Mas...’
‘Tchau!’

xxxx

‘Você ta louca?!’ gritou de repente.
‘Eu também achei loucura, mas pensando bem, vai ser uma ótima experiência!’
‘Eu não posso resolver o seu problema, filha. ’ disse achando aquela história um absurdo.
‘Mas eu sei quem pode!’
‘Se você está se referindo ao Robbie...’
‘Porque não?’
‘Sei lá... Eu ainda tinha esperanças que ele não era gay!’
‘Desencana, vai!’
‘Então ta... Eu vou com você!’
‘Sério?’
‘Claro... só preciso de um dia!’
‘Vamos logo, procurar o Robbie, vai!


xxxx



‘Menina! Mas o que você está me falando é muito sério!’
‘Eu sei, e é por isso que eu estou falando pra você... ’
‘Ai... Eu até me sinto lisonjeado!’ Ele suspirou enquanto todos do salão o olhavam. ‘Tá, mãos a obra!’ Ele fez uma voz de macho.
Experimentaram todos os tipos de sobrancelhas, perucas, até acharem uma bem parecida com a de Harry. Uma sobrancelha bem grossa e um pouco levantada, assim ela não precisaria fazer muito sacrifício para levantar. E uma peruca loira, com uma franja linda, que ficada meio caída na testa.
‘Nossa! Se você fosse homem você já era meu!’ Disse Robbie olhando o seu trabalho perfeito. ‘Maaaas... Falta uma coisa!’
‘O que?’ ficou com medo de que ele quisesse colocar um... Nela.
‘Olhos azuis! Os olhos do seu irmão dão inveja em qualquer um... Nunca vi um olho tão azul, que nem o dele e...’
‘ROBBIE!!’ as duas gritaram, vendo que ele iria fazer uma ficha de Harry.
‘Ah... Tudo bem...’ Ele, ou ela (como preferir) estava sem graça.
‘E ai, mano!’ engrossou a voz.
‘Hauhaushuahsau...’ começou a rir.
‘Que foi?’
‘Está péssimo! Você tem que ser mais natural, saca? Tipo... E ai, caras?’
‘Humm... Você é boa nisso!’
‘Eu não sou boa, eu sou foda!’ Ela disse se achando.
‘Bom, acho que você vai precisar dar umas aulas pra ela hein ...’
‘Pode deixar!’

xxxx


levou para um restaurante para ver qual seria a reação dela, como homem.
‘Mas o que é isso?!’
‘O que?’ se assustou.
‘Essa perna cruzada...’
‘Ahh...’
‘Agora assovia pra aquela menina ali.’
‘Que?’
‘É... Ela é gostosa... Se fosse seu irmão já tinha até catado.’
‘OMG! Não... eu não sei fazer isso e...’
‘Oi Harry...’ A loira bunduda foi sentando no colo de .
‘É... Hcam...’ Ela disfarçou a voz. ‘Oi... oi... gostosa!’
‘Você lembra o meu nome, né?’
‘Claro é... Mas é mais legal te chamar de gostosa, delícia, e assim, sabe?’
‘Mas eu prefiro que me chamem de Jane.’ Ela disse no ouvido de .
‘Claro Jane!’ disse agradecendo por ela ter dito o nome, mas logo recebeu um tapa na cara.
‘É Jessy! Passar bem!’ Ela se levantou e foi embora.
‘Isso vai ser mais difícil do que eu imaginava... ’ disse olhando para , que massageava o rosto.
‘Pelo menos nessa escola nova, ninguém me conhece... ’
‘É... mas você só será Harry, por 15 dias...’
‘Graças a Deus! Vamos logo que eu to morrendo de cólica!’ disse e as pessoas se viraram pra ela. ‘Er... Eu não Hacm... Minha irmã... E... Ela pediu remédio... ’
‘Vamos, Harry!’ a pegou pelo braço e saiu.

Capítulo 2

‘Hain... é hoje, é hoje...’ dizia para Robbie que estava esperando ela terminar de arrumar as malas para leva-la.
‘Calma, fofa! Vamos repassar tudo... toque.’ Ele disse estendendo a mão. ‘Voz.’
‘E ai, cara?’
‘Catarrada...’ Ele disse mas lembrou que estava em seu quarto. ‘NÃO! É melhor não...’ Ele sorriu. ‘Mas, você é perfeito, o homem dos meus sonhos... Tirando a catarrada!’
‘Isso é nojento!’ disse com cara de nojo.

xxxx

Chegando à escola...
‘OMG!’ disse do lado de dentro do carro.
‘Bye Girls! Eu amo vocês!’ Robbie disse orgulhoso do seu trabalho.
‘Tchau, Robbie!’ disse saindo. ‘Anda, Harry!’
‘Aiii... Tchau...’ Ela saiu do carro com as pernas cambaleando.
‘Aja naturalmente...’ disse sorrindo para as pessoas, que olhavam com cara de nojo para .
‘Eu vou morrer, eu vou morrer...’
‘Calada!’ disse entre os dentes.
‘Aonde é o dormitório?’
‘O seu eu não sei... Mas o meu é logo ali. Tchau!’
‘Mas... Que ódio!’ Ela deixou um gritinho muito feminino escapar. Um menino olhou desconfiado. ‘Hcam... Que ódio!’ ela masculinizou a voz.
Foi andando até que viu seu nome e o nome de mais um na porta do quarto 325.
‘Deve ser aqui...’ entrou sem perceber a presença de mais três ali. ‘Aii... Estou exausta!’ Deitou na cama.
‘Olá...’ Um deles foi simpático.
‘Hã? Ah... Oi...’ disse levando um susto.
‘Aluno novo?’
‘Sim... Eu vim para o concurso de bateria.’ disse imaginando uma bateria.
!’ Ele estendeu a mão achando engraçado o jeito do menino novo.
‘Harry Judd!’ disse dando um olhar matador e mandando um beijo para .
‘Er... esses aqui são os nossos vizinhos de quarto: e !’ Ele disse com uma sobrancelha erguida.
‘Nossa!’ Ela deixou escapara enquanto olhava para o peito de que estava nu. ‘Digo... E ai caras??!’
‘E ai...’ estava assustado, mas ao mesmo tempo rindo.
‘O concurso é daqui a pouco...’ disse saindo do quarto.
‘Ah, sim... Eu vou arrebentar!!’ gritou do nada. ‘Er... eu vou.’
‘Tchau pra vocês!’ disse saindo do quarto.
‘E ai Harry!?’ perguntou, mas não respondeu. ‘Harry?’
‘Responde logo, Harry!’ levantou da cama e viu que ela era o Harry.
‘Que? Seu nome é Harry, não?’ estava com uma cara de assustado.
‘É sim!’ Ela sorriu, que nem menina.
‘Ah, ta... A gente... se vê por ai...’ saiu do quarto mais do que depressa.
‘Ah não!’

‘Bom, estamos aqui pra procurar um BOM baterista!’ O diretor da escola disse. ‘Temos três bandas. Uma precisa de baterista, e as outras duas de baixista. Se quiserem ganhar, não fiquem agindo que nem mulherzinha, e dizendo que o pobre do braço está doendo!!’ Ele disse bem na cara de que estava assustada.
‘Vamos começar! Bateristas, aqui na frente, por favor!’ se levantou da cadeira e seguiu em frente junto com outros 11. ‘Você?’ O diretor franziu a sobrancelha. ‘Qual é o seu nome?’ Ele estava querendo rir de .
‘Harold, Harold Judd!’ Ela estendeu a mão.
‘Ahahsuahsuahsuhauha!!! Não me faça rir, Sr. Harold Judd...’ O diretor estava tirando um pequeno sarro. ‘Baterista? Com esse corpo magrela??’
‘O senhor está cometendo um ato terrível. Está sendo intolerante ao julgar um dos seus próprios alunos antes de conhecer. Além do que não estava escrito em lugar algum que este estabelecimento tinha preconceito com os magros!’ disse séria.
‘Er... Vamos começar.’ O diretor ficou sem graça com aquelas palavras.

Depois de todos os concorrentes... Harry, era o último.
‘Harold Judd...’ O diretor anunciou antes de soltar uma pequena risada.
não disse nada, apenas olhou com ódio para ele, e prometendo pra si mesma que iria arrasar.
Subiu no palco que havia ali e começou um “Drum Solo”. Todos estavam boquiabertos pelo modo, como ela se movia e pelo som, que podia ser considerado maravilhoso.

‘Dude, ele é bom!’ disse impressionado para .
‘É, eu tenho que concordar...’ balançou a cabeça.
‘Será que é ele que vai entrar pra nossa banda?’ perguntou.
‘Sei lá... A gente precisa ganhar, e se pra isso acontecer, o Harry precisar entrar no McFLY, ele vai entrar.’ disse certo.
‘Cara, o diretor não foi com a cara dele.’ disse com receio.
‘Isso não importa, o nosso colégio, tem que provar que é o melhor.’
‘A nossa banda tem que provar que é a melhor!’ terminou a frase do amigo.

xxxx

‘E ai, caras?’ chegou cumprimentando os outros.
‘E ai, Harry?!’ cumprimentou dando espaço para que ele se sentasse na mesa.
‘Dude, você foi demais!’ disse contente.
‘É mesmo.’ concordou.
‘Aii... Será que vão me escolher?’ deixou escapar a voz afeminada.
‘Er... Não sei... Pode ser que sim...’ disse com medo.
‘Uow!! Que bunda é aquela?!’ quis mudar de assunto quando percebeu que deu mancada.
‘Não fala assim!’ disse bravo.
‘Humm... É sua namoradinha?’ brincou quando a menina passou.
‘Bem que ele queria. ’ zoou levando um tapa do amigo.
‘Ah, vai lá falar com ela!’ deu uma força.
‘Eu já tentei, mas ela acabou de terminar um relacionamento e disse que não quer se envolver com ninguém tão cedo. ’
‘Ela parece tão... ’ Nessa hora parou e ficou observando a garota. Ela se chamava e estava na sala deles. ‘...tão triste, seus olhos escondem grandes mágoas, é como se não existisse a felicidade.’ Ela analisou profundamente enquanto todos olhavam assustados, para a garota, no qual eles pensavam ser um garoto, por isso não pensaram duas vezes antes de se levantarem. ‘Hey! Ela é gostosa!!’

xxxx

‘Tirem seus papéis e leiam em voz alta, suas duplas. ’ A professora Rolling disse na aula de matemática.
. ’ disse em voz alta e acenou para a menina que sorriu.
. ’ disse a procura da garota.
’ Harry () disse sem se importar muito. Diferente de que olhou rapidamente para ele.
‘Hey! Você vai ser a dupla dela durante o ano todo!’ disse surpreso.
‘Sim... ’ ergueu uma das suas sobrancelhas.
‘Dude, troca comigo!’ foi em cima dele tentando pegar o papel.
‘Não! Eu já disse o nome dela. ’

xxxx

“Alunos, por favor, assim que acabarem suas respectivas aulas, compareçam no pátio. Já temos o resultado de quem será os novos integrantes.”

‘Aii! É agora.’ meio que tremeu quando ouviu o recado no auto-falante.
‘Que?’ perguntou.
‘O concurso, sabe?’ disse respondendo a pergunta dela.
‘Sempre foi meu sonho ser baterista, mas eu nunca consegui passar nos concursos... ’ Não era o sonho dela, mas estava se passando pelo irmão.
‘Nossa, mas com certeza você não tentou todos que apareceram. ’
‘Ah, tentei! Tentei sim, Cá... Mas parece impossível, sabe?’
‘Tomara que consiga!’ havia simpatizado com o garoto.
‘Obrigada... er... Obrigado!’

Xxxx

Capítulo 3

‘Bem, antes de falar quem vai entrar como baterista e como baixista, nas suas respectivas bandas, queria agrade... ’
‘Que agradecer o que Srta. Tompson, se não entraram é porque não tiveram competência!’ O diretor foi arrogante.
‘Desculpe.’ A professora de música abaixou a cabeça.
‘Baterista para McFly : Ben Viner, baixista para Nine Days : Nathan Smith, baixista para 30 Seconds To Mars: Thiago Minter. Como só uma dessas bandas vai competir com a escola adversária, escolhemos a banda: McFly.
‘Awee!’ disse abraçando e .
‘Uhuuu!’ Renan, o novo baterista agora pulava também.

Xxxx

entrou no quarto e viu que Harry, segundo ele, estava cabisbaixo. Ele estava sentado na cama lendo algum livro.
‘De menina à mulher?’ perguntou estreitando os olhos.
‘Ah, é... Eu trouxe o livro errado! Esse é da minha irmã, e como eu não tenho nada pra fazer, já que não vou entrar pra banda nenhuma.’
‘Hey, cara! Não fica assim, quem sabe na próxima você entra.’
‘É...’ Ele disse voltando a ler o livro da “irmã”.
‘Só se...’ começou.
‘Só se eu te ajudasse.’
‘Sério? Você faria isso? Ai, que lindo, .’ virou a cabeça tipo pessoa apaixonada.
‘Hey! Sai pra lá!’
‘Digo... Legal da sua parte!’
‘Mas vou querer uma coisa em troca.’
‘O que?’
‘Você vai ter que convencer a , a sair comigo.’
‘Só isso?’ fez careta.
‘É...’
‘Isso é fácil, pra mim!’
‘Você diz isso agora...’
‘Mas você acha que eu tenho chance?’
‘Deixa que com o diretor eu me entendo. Você toca bem!’ disse deitando-se na cama.
‘Humm... Obrigado!’ gostou do que tinha ouvido. Tornar-se baterista não era seu sonho, e ela nem queria seguir essa carreira, mas estava gostando daquela escola. Dificilmente via , as únicas aulas que batiam com as dela, eram as aulas de matemática.

Xxxx

!’ chamou, mas ela estava tão acostumada a ser chamada de Harry que não havia se tocado. ‘!’ chegou correndo e com pressa.
‘Ai que susto!’ soltou um gritinho levantando olhares suspeitos. ‘Porra! !’ ela gritou.
‘É... Harry! É que você é tão parecido com a sua irmã...’ disfarçou um sorriso. ‘Preciso falar com você, vem!’ Ela puxou a amiga para o quarto onde estava ficando.

‘Diga?’
‘Essa escola é tudo!’ A menina disse feliz.
‘O que?’ não havia entendido.
‘O ! Ele me beijou!’ disse feliz.
‘Nossa! Você é rápida, não?’
‘Cara, ele é tão gostoso!’ disse lembrando da perfeição daquele ser.
‘Menos, bem menos...’ fez careta. Abriu a porta do quarto.
‘Já vai?’
‘Já... tenho aula de química...’
‘Tá... Graças a Deus a minha já foi.’
‘Sorte a sua!’

Xxxx

‘Porra! Eu to atrasada... Digo atrasado... Tenho que me acostumar com isso.’ dizia sozinha, correndo.
‘Ai!’ Ela esbarrou em alguém. .
‘Oi... Desculpe...’ Harry se desculpava.
‘Oi... que isso...’ A garota pegava os livros do chão e disfarçadamente olhava pra “ele”.
‘Eu te ajudo.’
‘Não, acho que você está com pressa.’
‘Que isso, a aula de química pode esperar... Uow!!’ parou e olhou para os pés da garota.
‘Que foi?’
‘Essa sua sandália! É linda!’
‘Ah... Obrigada!’ sorriu tímida.
‘É... quer dizer não foi isso que eu quis dizer, eu quis dizer que elas, que...’
‘Harry? Você está bem?’ ergueu a sobrancelha. ‘Se você quiser conversar...’
‘É... Acho que vou sim! Odeio química, sabe? E você é uma das pessoas com quem eu me sinto à vontade...’ Ele sorriu e ela sorriu de volta.

Xxxx

‘Huahsuahsuahsua, aquela parte que ele fala “Talk to my hand” é a melhor!’ ria junto com . Elas falavam de filme.
‘Nossa! Como eu ri...’ disse se aproximando da menina.
‘É... Acho melhor você ir...’ se afastou dela rapidamente.
‘Mas por quê?’
‘Sua aula de português é agora, não?’
‘Ah é... Tchau Harry.’
‘E ai... ??!!!’ perguntou assim que entrou no quarto.
‘Tchau ...’ ela sorriu tímida e saiu.
‘Tchau...’ Ele sorriu abobalhadamente.
? ... !!!’ gritou e voou no pescoço dela a segurando pela gola da camisa.
‘Você disse? Você disse o que de mim? Ela vai sair comigo?’
‘Hey, hey, hey... Calma lá... Você tem certeza que está preparado para um encontro?’ disse fechando as mãos e falando profundamente.
‘Claro, eu...’
‘Vamos lá... Eu sou a ... Oi , tudo bem?’ levantou-se e voltou a ser o que era.
‘Nossa! Você é bom nisso!’
‘Anda! Me pergunta alguma coisa!’
‘Oi... er... eu não sei o que perguntar...’
‘Pergunta se eu gosto de...’
‘De?’
‘Chocolate!’
‘Chocolate?’
‘É! Anda logo!’
‘Você... Humm, gosta de chocolate?’
‘Eu adoro chocolate, o meu favorito é o Hershe’s.’
‘O meu também!’
‘Isso ai!!’ bateu no ombro dele que nem homem.
‘Isso ai o que?’
‘Rolou um papo, saca?’
‘Tá, falamos de chocolate...’
‘Mas e daí?’
‘É, agora só falta ela querer sair comigo...’ disse e olhou para o sorriso cínico de . ‘Que foi?? Não me diga que...’
‘Calma...’
‘Ah, cara! Você é demais!!’ o agarrou e deu um beijo em sua bochecha.
‘Calma lá... Ela disse que vai pensar, não deu certeza.’
‘Ótimo! Já é meio caminho andado!’ disse feliz.
‘É... E você? Está cumprindo com a promessa?’
‘É... Sabe, aquele diretor é meio difícil de engolir, mas eu consigo!’
‘Acho bom...’
‘Ah, cara!’ disse bagunçando a peruca que usava.
‘Saaaai!!’

Xxxx

‘Ah não, !’ resmungava.
‘Poxa , você disse que ia!’
‘Mas que saco! Eu odeio festa beneficiente.’
‘Você disse que ia participar da barraca do beijo.’ estava quase implorando.
‘Ok, ok!’

Xxxx

‘Dude! Você não sabe?!’ entrou no quarto de .
‘O que é tão importante pra você, finalmente, largar a Isa?’
‘Agradeça por ela ser amiga da sua amada.’
‘E o que isso tem a ver?’
‘Você vai ter que ir na festa beneficiente da escola...’ começou uma dança estranha.
‘E posso saber, o motivo?’ perguntou curioso.
‘A , vai ser uma das meninas que ficarão na barraca do beijo.’
‘Que? Isso é sério?’
‘É, cara! É sua chance!’
eu te amo!’ disse saindo do quarto.
‘Onde você vai?’
‘Preciso contar pro Harry, ele também vai ter que ir.’

Xxxx

‘Não ! Sem chance!’ tentava arranjar uma desculpa para ele.
‘Por favor, Harry! Eu preciso da sua ajuda, senão eu não sei se vou conseguir beija-la, saca?’
‘Você não quer que eu participe do beijo, quer?’ apelou.
‘Não, idiota! Maaas se você não for, eu nem preciso falar com o diretor e...’
‘Ok, ok... você venceu!’
‘Awwe, Harry!’

xxxx

‘Alô?’ atendeu o celular.
‘Amada! E ai?’ Era Robbie.
‘E ai? E ai que eu to fu****!’
‘Nossa! Isso até me dói os ouvidos... Vejo que você está se saindo bem como homem...’
‘É... só tem um problema.’
‘Diga.’
‘Eu vou na festa beneficiente...’
‘Humm... Eu apareço por lá... Aquilo sempre enche de gatinhos e... Qual é o problema?’
‘Eu vou, e a também.’
‘Hã?’
‘É... eu vou ter que me virar, fazendo os dois papéis!!’
‘Calma, querida... amanha a gente se vê...’
‘Tá... Hcam...’ Nessa hora havia entrado no quarto. ‘Até mais, cara!’
‘Já entendi... Estou orgulhoso do meu trabalho!’

Capítulo 4

“Pi pi pi!” o despertador tocou às 3:30 da manhã.
‘Ah, finalmente...’ levantou devagar, e se dirigiu ao banheiro. Não via a hora de tomar um bom banho, sempre que ia fazê-lo alguém entrava no vestiário.
Quando chegou viu que não havia ninguém e começou a se despir. ‘Ahh, graças a Deus!’
acordou e não encontrou Harry. “Será que aconteceu alguma coisa? Não, ele tem que me ajudar hoje...” não sossegava. Resolveu sair para procurar o amigo. O vestiário era no final do corredor.
‘O chuveiro está ligado?’ estranhou, e caminhou até lá. Pode ver por debaixo do box, pés. Mas não eram pés de homem, com certeza. Eram muito delicados pra isso...
‘É... Tem alguém ai?’ perguntou. Alguma menina devia ter entrado no banheiro errado.
‘Oh, não... E agora... O que eu faço. ’ dizia baixo para si mesma.
‘Hey, acho que você entrou no banheiro errado e... AHHHH!!!’ se assustou, quando ela abriu a porta. Estava com uma toalha na cabeça, e uma enrolada em seu corpo, e com o rosto cheio de espuma.
‘E ai, ? Será que nem banho eu posso tomar?’ Harry disse sério.
‘É... Mas... Você?’
‘Sim, sou eu!’ mostrou a língua.
‘Então quer dizer... Vem cá... O que leva uma pessoa a tomar banho às 03h30min da manhã?’ achou estranho.
‘Er... Eu... Eu, não sei nem como explicar. ’ abaixava a cabeça como se fosse chorar.
‘Tá tudo bem?’
‘Eu... Você é a primeira pessoa pra quem eu conto isso... Acho que chega de mentiras.’
‘Fala logo, Harry!’
‘Eu...’ Ela respirou fundo. ‘Tenho problemas com o meu... Er... Você sabe... ’
‘Problemas?’
‘É... Não deu tempo!!’ Ela gritou.
‘Shhhh! Tem gente dormindo... ’
‘Eu... Eumolheiacama!!’ Ela disse rápido.
‘Você o que?’
‘Molhei a cama!! Desde pequeno... E eu nunca consigo chegar ao banheiro, sabe?’
‘Uow... Isso é triste...’ não sabia o que dizer.
‘Muito...’
‘Ohh.’ fez cara de nojo quando olhou para o banco ao lado de .
‘Que foi?’
‘Você usa?’ Ele apontou para um pacote de absorvente.
‘Ah, sim... É às vezes ele ajuda, e dá pra segurar, mas tem vezes que...’ começou a explicar, mas já havia saído. ‘Desculpe, Harry...’ Ela começou a rir sozinha.


Xxxx

‘Harry! Haaaarry!!’ batia com o travesseiro no amigo. Com certo nojo, vai que ele tivesse feito aquilo de novo.
‘Humm?’ Ele acordou.
‘Anda, daqui a pouco é a festa.’ Ele disse ansioso.
‘Festa? Mas que horas são?’ quis saber.
‘11 horas! Andaa!’
‘Mas não só às duas?’ Harry quis saber.
‘É, mas precisamos treinar!’
‘Meu, você tem que confiar mais em você...’ se levantou. ‘Sai!’
‘Que?’
‘Sai, eu quero me trocar.’
‘Ah, mas...’
‘Agora!’
‘Ok, mas anda rápido.’ disse e recebeu um olhar de “Você não manda em mim” de Harry.

Xxxx

‘Você vai ficar assim na hora?!’ gritou com . ‘Oi...’ Ela olhou pra baixo e começou a balançar o pé. ‘Meu nome é .’
‘Hey! Você vai me ajudar ou não?’ gritou dando um tapa na cabeça dela.
‘Ai... Caraco...’ Ela esfregou a cabeça.
‘Desculpe, mas eu posso só falar de chocolate, saca?’ desanimou.
! Olha pra mim!’ “Meu deus, que olhos...” pensou.
‘Hum?’
‘Você... É tão lindo...’
‘QUE?’
‘É... É o que ela vai dizer, saca?’
‘É?’
‘Não! Não é... Olha, Ahhhhhhh!!’ pulou em cima do amigo. ‘UMA BARATA!!’
‘Ahhhh!!’ começou a gritar abraçado junto com ela, também.
‘Mata você!!’
‘Ahhh, eu odeio barata!’ Eles subiram em cima da cama.
‘Socooooorro!!’
‘Estamos sendo atacaaados!’ Os dois gritavam. Quando as suas bocas iam se encontrar...
‘AHHHHH!!!’ se afastou dele.
‘Mas o que tá acontecendo aqui?’ entrou no quarto junto com .
‘Vocês estão bem?’
‘Uma... Barata...’ apontou para o chão. Com muita calma pisou em cima do inseto.
‘Era isso?’ ergueu a sobrancelha.
‘Era...’ disse aliviada.
‘Ah...’
‘Tchau Harry! A gente se vê na festa!’ estava com medo dele, por isso saiu correndo.
‘Nossa! O anda estranho...’ disse antes de ir atrás dele.

Xxxx

‘Eu não sei , mas hoje, eu vou ter que me virar...’ dizia sem acreditar na encrenca que havia se metido.
‘Você é louca... Por que foi falar pro , que você ia...’
‘Por que... EU NÃO SEEEI!’
‘Anda, agora é tarde...’ disse arrastando a amiga pra fora do quarto.
‘Harry? O que vocês estavam fazendo ai?’ perguntou quando viu os dois juntos.
, eu... estavaaa, pedindo umas dicas de beleza.’ disse uma coisa sem pé nem cabeça.
‘Dicas de beleza?’
‘É... A é tão bonita e...’
‘CAI FORA!!’ disse bravo e saiu correndo.
‘Harry!’ disse quando ele caiu em cima dele.
‘Oooi!’ Ela sorriu.
‘Vai me ajudar, né?’
‘Ah, sim... claro...’

Xxxx

‘Ohh... Ela está tão linda!’ disse abobalhado, enquanto olhava pra .
!’
‘Hã?’ Ele acordou.
‘Não fica vermelho, dude... Isso é ridículo!’ Harry disse firmemente.
‘Eu não to vermelho...’ disse indo até a fila da barraca do beijo.
!’
‘Depois a gente se fala...’
!’ Robbie encontrou a menina.
‘Robbie!’ Ela disse abraçando o amigo. ‘Me larga, me larga...’ ela se jeitou.
‘Então?’
‘Então o que?’
‘A pediu pra avisar, que já é a sua vez na barraca...’
‘Oh não... Bom, pensando bem até que não é má idéia!’ Ela disse olhando pra na fila. ‘Não deixa ninguém entrar o banheiro!’ disse saindo correndo.

Xxxx

‘Vim render você!’ chegou na barraca.
‘Ah, obrigada! Eu não estava agüentando mais!’ sorriu. ‘Cuidado com o velho...’
‘Ah tá...’
‘Ah, não!’ disse olhando pra menina.
‘Que?’ Ela fingiu que não entendeu.
‘Mas que saco!’
‘Er...’
‘Não! Não é isso, é que ela... Que dizer você também é e...’ não sabia como se explicar.
‘Cara, você não precisa dizer nada! Está pagando!’ Um pirralho da fila disse.
‘Me desculpe...’ Ele não sabia onde enfiar a cara.
‘Não, tudo bem!’ sorriu.
‘Er... Acho que eu tenho que te beijar e...’ Ele disse beijando , sem jeito. ‘Bom, é isso...’ Ele se afastou.
‘Não. Tem mais um pouco!’ Ela disse beijando o garoto com vontade.
?!!’ Uma voz disse atrás deles. Aquilo fez com que eles se afastassem.
‘Sebastian?’ franziu a testa.
‘Quem?’ perguntou.
‘Qual é, cara? O que você tá fazendo com a minha namorada?’
‘Namorada?’
‘Ex-namorada!’ gritou.
‘Você é irmã do Harry?’
‘Sim eu...’ Ela parou quando Sebastian voou a mão na cara de . ‘HEY!!’
‘Ah, desgraçado!’ disse e foi pra cima dele. Os dois começaram a se bater.
aproveitou a oportunidade para sair de fininho. Afinal ela já estava encrencada.


Capítulo 5


‘Hey!’ , agora vestida de Harry, entrou no quarto e encontrou deitado na cama.
‘Aonde você esteve, você sumiu!’ disse bravo e se levantando.
‘Seu nariz...’ ficou com pena.
‘É... Levei um soco...’
‘Ah, tadinho, deixa eu ver e... Er, digo SEJA HOMEM!!’ bateu no ombro de que voltou a se deitar.
‘Você é estanho...’
‘Er... Mas diz ai... O que aconteceu?’ sentou-se na sua cama, que era ao lado da de .
‘Ah dude... E beijei a sua irmã e...’
‘Você o que?’
‘É, espero que não fique bravo.’
‘Não! Que isso! Se você quiser beija-la, beije! Beije com vontade e...’
‘Então... O namorado, ou ex eu não sei, apareceu lá!’
‘Se você está se referindo ao Sebastian, fica tranqüilo porque ele já é ex.’
‘Hum...’
‘Mas e ai?’
‘Que?’
‘Você gostou?’ quis saber.
‘Ah, sei lá, foi bom, mas... Sei lá, Harry! Eu gosto da e talz...’
‘Porque você não dá uma chance pra ?’
‘E esquecer a ?’ Ele riu como se fosse impossível.
‘É... , você sabe que não tem muito futuro com a ... Você nunca conseguiu uma conversa com ela.’
‘É... Não sei, Harry...’ balançou a cabeça.
‘Tenta sair com a ... Você está em dúvida?’
‘Não sei...’
‘Qual das duas você gostaria de ver nua?!’ Ela gritou, tentando imitar um homem.
‘Por que você sempre fala das mulheres assim? Eu quero algo além disse, sabe? Alguém com quem eu possa conversar... Pedir conselhos, alguém que está sempre comigo. Acho que uma relação vai além do que o sexo.’ dizia olhando pro teto, do mesmo modo que .
‘Conversar sobre o que?’
‘Sei lá... Coisas...’
‘Tipo agora?’ Ela sorriu.
‘É... Mas olha aqui, Harry. Que ninguém fique sabendo desse, desse meu lado, ok?’
‘Uhum. Pode deixar... mas pensa no que eu te falei...’

Xxxx

‘Sem chances, !’ O diretor resmungava.
‘Senhor, você não esqueceu com quem nós iremos competir, esqueceu?’ insistia.
‘O que, que tem?’
‘Aquele outro diretor sempre implicou com o senhor, acho que você não iria gostar de perder pra ele.’
‘É... por um lado você tem razão.’
‘Já chega com o time de futebol.’ lembrou. Estava quase conseguindo.
‘Olha , se você quiser me humilhar...’
‘Não! Eu só estou dizendo que seria bom ter o Harry na banda... Até porque ele toca muito bem! O senhor estava lá, o senhor viu!’
‘É, eu vi. Eu vou pensar no seu caso, !’
‘Tá, obri...’
‘Agora vai!’

Xxxx

‘Você está apaixonada pelo ?’ estranhou.
‘Sim! Ele é tão fofo!’ viajou.
‘Cara, isso é estranho... Assim, vocês não podem ter nada... Pelo menos não agora!’
‘Eu sei! Mas ai que tá, eu dou muita mancada... Se eu não conseguir entrar pra essa maldita banda, eu vou contar a verdade.’
...’
‘Eu não agüento mais... pra cá, pra lá.’
‘Ah... Relaxa!’
‘Eu tento... O que é isso?’ perguntou pegando um convite em cima da mesa da amiga.
‘Ah, esqueci de te falar... É uma festinha que vai ter lá na casa da Kimm.’
‘Quem?’
‘Não interessa... Só interessa que nós vamos.’
‘Na casa dela?’
‘É... e não é uma casa, é A casa!!’ disse animada.
‘Humm...’ disse sem ânimo para festa.
‘É amanhã! E nada de Harry, viu?!’
‘Graças a Deus! Tchau xuxu... Tenho aula.’
‘Tchau... ?!’
‘Harry?!’ estava cada vez mais desconfiado.
‘Oi... Er... Tchau...’ Ela saiu mais do que depressa do quarto.

Xxxx

‘Harry! Acho que nós vamos conseguir!’ disse quando encontrou o amigo no caminho.
‘Hã?’
‘Baterista!’
‘Ah! É mesmo?!’
‘Não sei ainda... Mas o diretor ficou de pensar... Eu mexi com o ponto fraco dele, sabe?’
! Você é demais!’ pulou no colo dele. Estava meio que rolando um clima, mas lembrou que estava com Harry no colo.
‘HEY... Er... Obrigado...’ Ele saiu.

Xxxx

‘Ele é tão lindo...’ dizia pra .
‘Ah, o é mesmo.’
‘Não! O Harry... Tão gentil, amigo, companheiro...’ Ela olhava pra mesa que se encontravam, , , Harry e .
‘Nossa! Você está gamadona...’
‘Eu sei, mas acho que eu não tenho chance!’
‘Como assim, ?’
‘É... Ele foi o único menino novo, que não deu em cima de mim.’
‘Não é fácil ser a mais popular!’ Isa riu.
‘E eu fui me apaixonar logo por ele?!’
‘Faz o joguinho...’
‘Joguinho?’ não entendeu.
‘É... Faz ciúmes pra ele...’
‘Você quer dizer, dar em cima de um dos amigos dele?’
‘Aham, menos o !’ ficou séria de repente.
‘Será que dá certo?’
‘Não sei... Só tentando...’
‘Já acabaram o trabalho, senhoritas?’ A professora olhou para as duas.
‘Já sim!’ disse se levantando e indo entregar o trabalho.
‘As duas podem sair...’

Xxxx

‘É cara... Acho que eu vou ligar pra sua irmã.’ disse pra Harry.
‘Sério?’ Ele estampou um sorriso.
‘Nossa! Que alegria, Harry!’ estranhou.
‘É... Eu acho que eles combinam.’
‘Será que ela vai querer sair comigo?’
‘Eu adoraria!’ Harry sorriu.
‘Que?’
‘Eu adoraria... dar seu telefone pra ela...’
‘Dude, você é estranho!’ disse se levantando e saindo da sala, logo após entregar seu trabalho.
‘Licença professora!’ o diretor entrou na sala de aula.
‘Toda...’
‘Bom, eu só queria avisar que mudamos o baterista do McFLY!’
‘Sério?’ sorriu.
‘Não é mais você Bem, é você magrelo!’ o diretor disse apontando pra Harry e se dirigindo à porta.
‘Mas senhor...’ Bem tentou dizer alguma coisa.
‘Hã?!’ Ele fez careta. ‘Vai chorar? Então que se afogue nas lágrima! E você, magrela, vê se não me decepciona!’ o diretor disse saindo da sala.
‘Awee!!’ vibrou com Harry.
‘Você é show!’

Xxxx

‘Então, essa é uma das músicas que temos...’ explicava pra que estava na bateria.
‘Olha a gente começa e você vê como que é...’ disse começando uma música.

‘Você vai fazer aquilo mesmo?’ perguntou pra amiga.
‘Vou sim... Só estou esperando o e o Harry ficarem sozinhos...’ disse observando de longe a sala de música.
‘Deixa que com o eu me entendo...’

Xxxx

‘Eu sei, mas essa parte ia ficar melhor se...’
?!’ Isa chamou.
‘Hey, gata!’ Ele disse se dirigindo à garota.
‘Bom, já vi que isso vai longe... Vou cuidar do que é meu, que eu to cansado.’ disse saindo. ‘Tchau pra vocês!’
‘É... Você está indo bem...’ disse com orgulho.
?’ se aproximou e virou os olhos e fez cara de nojo.
?’ Ele não acreditou que a garota estava falando com ele.
‘Oi... Eu estava vendo como você toca bem!’ Ela disse se aproximando cada vez mais dele.
‘É?’ Ele sorria que nem um babaca.
‘Você, não quer me contar qual é o seu segredo?’
!’ chamou, mas ele não deu atenção.
‘Eu... Eu, quero...’ Ele disse agora bem próximo da menina.
!!’
‘Você não quer jantar comigo, hoje?’ disse com uma voz bem sexy. já estava se apoiando na bateria do amigo.
‘Eu? Pode ser...’
!!! Você não pode hoje! Vai sair com a , esqueceu?!’ Ela disse.
‘Que? Eu? Sair com quem? Não... Eu não vou...’
‘Então até às 8:00 no Cesário’s!’ se afastou e mandou um beijinho pra .
‘Uuhuuuu!!’ disse abraçando que estava com a mão na cintura e bem séria. ‘VOCÊ CONSEGUIU!!’
‘É? E a minha irmã? Como é que fica?’
‘Ah dude, desculpa, mas eu ainda nem tinha ligado pra ela...’ disse e começou a cantar. Estava borbulhando de felicidade. Se não podia fazer nada em relação a , ela ia atrás de .

Xxxx

!!’ gritava atrás da menina. ‘...’
‘Harry?! O que você quer comigo?’ Estava crente que ele já estava com ciúmes.
‘Então, vamos conversar...’ disse se dirigindo a uma mesa.
‘Humm? Pode falar...’
‘Olha, o ... Ele, ele é um cara com sentimentos... Você não pode marcar um encontro com ele e depois dá um pé em sua bunda!’
‘Que? Olha Harry, foi você mesmo que disse pra eu sair com ele.’
‘Eu sei, mas... Mas acho melhor você não fazer isso.’
‘Já sei! Você quer ir junto não é?’
‘Não, eu...’
‘Encontre – nos lá às 8:00... Vou levar uma amiga minha...’
‘Não eu...’
‘Tchau, Harry!’

Xxxx

‘Então?’ e estavam em uma mesa à meia hora e nenhum assunto havia rolado.
‘Hum.’ Ela disse olhando para os lados como se procurasse alguém.
‘Er... Você gosta de chocolate?’ Ele tentou e olhou pra ele com um olhar de “Cala a boca”.
chegou e avistou a mesa dos dois.
‘Oi gente!’ ela disse.
‘Harry!’ sorriu.
‘Senta ai!’ disse feliz pela presença dela, ou dele segundo ela.
‘E ai? Sobre o que vocês falavam?’
‘Ah, eu estava dizendo pro , em como é bom encontrar um homem tão lindo e charmoso que nem ele...’ começou a beijar o rosto do menino.
‘Estava?’ Ele não entendeu.
‘Er... Oi...’ Uma garota meio feinha, com um aparelho enorme nos dentes e óculos fundo de garrafa apareceu perto da mesa.
‘Quer ajuda?’ perguntou.
‘Ah, Harry, essa é minha amiga, Flora!’ sorriu e arregalou os olhos. ‘Senta ai, Flora!’ ofereceu o lugar ao lado de Harry.
‘O-oi...’ Ela gaguejou e sorriu para Harry.
‘E ai...’ Ele virou o rosto. fingia que estava beijando na boca, enquanto beijava seu pescoço. certamente correspondia fazendo o mesmo. Flora começou a se aproximar de que se afastava cada vez mais.
‘Você é tão lindo Harry...’
‘É, eu já vou!’ Ela se levantou assustada.
‘Mas já?’ perguntou.
‘É, eu, eu tenho que fazer a barba!’ Ele disse saindo.
‘Ah, eu... Eu tenho que dormir...’ disse se levantando da mesa e deixando apenas com Flora.
‘Que?’ Ele disse vendo a menina indo embora.
‘Oi!’ Flora disse arrumando o cabelo.


Capítulo 6


“Alô?” perguntou quando atendeu o telefone no dia seguinte. Já era de noite.
?” Ela reconheceu a voz de .
“Oi...” disse baixo para ninguém reparar na sua voz.
“Você já está pronta?”
“Pronta?”
“É... a festa.”
“P***! Eu tinha esquecido!”
“Heee, vem logo aqui pro meu quarto, assim você pode se trocar e virar .”
“Tá, Beijo.”

‘Cara, eu não fui convidada...’ dizia baixo para a amiga enquanto entravam na casa de Kimm.
‘Ela disse que eu podia trazer quem eu quisesse, por isso fica quieta!’ dizia entre os dentes.
!’ Kimm veio abraçar a garota.
‘Kimm, essa é a ...’ apresentou.
‘Oi !’ A garota foi simpática.
‘Olá... Kimm certo?’
‘Correto!’ Ela disse se afastando. ‘Sintam-se a vontade!’
‘Ok, obrigada Kimm’ disse indo em direção a uma mesa.

Xxxx

‘E ai, você já quer ir?’ perguntou para que fuzilava com os olhos, esta estava sentada na outra mesa.
‘Não... Espera.’ se levantou e foi atrás de que parecia ter ido no banheiro. Como ela previa, banheiro de cabines... ou seja, podia entrar mais que uma pessoa. Ela entrou e viu retocando a maquiagem. Foi no espelho ao lado e fingiu que estava passando batom. percebeu que havia mais alguém no banheiro.
‘Oi...’
‘Olá!’ foi falsa.
‘Você... Eu te conheço! Ah, mas é claro, foi você que me rendeu na barraca do beijo!’
‘Ah, foi eu mesma!’
‘Obrigada viu...’
‘É... Desculpe se você queria beijar o tal do , mas...’
‘Que? Oh, não... eu não queria!’
‘Mas vocês já saíram juntos?’ tentou.
‘Ah... É... Uma vez.’ sorriu, com vergonha.
‘Sabe... Cuidado!’
‘Cuidado?’
‘É... Quando for beija-lo...’ fez careta como se estivesse lembrando de algo.
‘Mas...’
‘Ele tem mal hálito!’
‘Ah, mas O QUE? Sério?’
‘Infelizmente... Um hálito horroroso!! Mas eu entendo que esteja apaixonada e...’
‘Oh, não...’ disse como se aquilo fosse um alívio.
‘Não?’
‘Na verdade, eu estou interessada no amigo dele, o Harry!’
‘QUEM?’
‘O Harry! Ele é tão fofo! Ele me entende, e foi o único daquela escola que não quis ficar comigo... As pessoas só fazem isso pra se...’
‘Exibir!’ terminou a frase. Era igualzinho com ela, na antiga escola.
‘É. Mas eu não tenho nada com o ... Eu só sai com ele ontem, porque estou tentando provocar ciúmes no Harry. E acho que está dando certo!’ bateu palmas como se estivesse feliz.
‘Ah que liindo!’ virou a cabeça admirando a garota. ‘Sabe o que você tem que fazer?’
‘O que?’
‘PARAR COM ISSO!!!’ ela gritou do nada. ‘VOCÊ NÃO PERCEBE QUE ELE TEM SENTIMENTOS??? DA PRÓXIMA VEZ QUE ENCONTRAR COM HARRY VOCÊ VAI DIZER QUE O AMA!’
‘Oh, sim vou...’
‘É o melhor que se tem a fazer.’
‘Vou dizer que eu o amo, e vou beija-lo tanto, que até seus inimigos vão sentir paixão!’ disse saindo do banheiro.
‘Isso! NÃO!! HEY!!’ tarde demais.

Xxxx


A semana havia sido longa para Harry, ou , eles ensaiavam todos os dias, queriam de todos os jeitos vencer o concurso.

Véspera do Concurso.

‘Maninha! Não sei se você vai ouvir essa mensagem, mas eu vou voltar mais cedo... Os concursos foram cancelados. Beijos!!’

‘Dude, é amanhã!’ disse entrando no quarto.
‘Sim... E nós vamos arrasar!’ levantou para abraçar e sua mão foi escorregando até a bunda dele.
‘Errr...’ estremeceu e se afastou, não fugiu, já havia se acostumado com o jetio dele. ‘Então, vem cá...’
‘Fala.’ Ela engrossou a voz e deitou na cama.
‘Porque esses últimos dias você anda fugindo da ?’
‘Ah... Er... eu tenho nojo dela...’ foi a primeira coisa que lhe veio à cabeça.
‘Nojo?! Daquela coisa tão linda, tão...’
‘HEY!!’ entrou no quarto.
!’
‘Já tão sabendo?’
‘Do que?’ Eles perguntaram juntos.
‘Mike vai dar uma despedida de solteiro hoje à noite!’ disse fazendo uma dança ridícula. ‘E ai? Vamos?’
‘Claro!’ disse e saiu do quarto se dirigindo ao banheiro.
‘E você Harry?’
‘Er... Acho que vou ficar em casa. Não to a fim de festa...’
‘Ah, qual é, Harry! A gente vai se divertir!’ bateu com força no braço de a fazendo cair do outro lado da cama.
‘Er...’ Ela se recompôs. ‘Tá... Eu vou.’ Disse assustada.
‘Isso ai!! Até lá, então!’
‘To mais que f*****!’
‘Que?’ Ele perguntou antes de sair do quarto.
‘Nada...’ Ela sorriu.

Xxxx

‘E ai, cara?’ , , e o falso Harry haviam chegado na festa.
‘Vai por a coleira, hein...’ disse batendo nas costas de Mike.
‘É... É a vida, né?’
‘Nossa! Isso aqui tá demais!’ disse olhando ao redor.
‘Você deve ser o Harry?’ Mike perguntou para que admirava tudo.
‘Harry!’ chamou.
‘Hã? Ah, oi… Sim, sou eu!’ disse admirando como o menino era lindo.
‘Então aproveitem!’ Mike disse saindo de perto do olhar de .
‘Po Harry! Não fica dando esses olhares!’ repreendeu.
‘Olhares?’
‘É, você tem uns olhares estranhos...’ disse indo pra pista de dança.
‘Eu?’
‘Não se preocupe, nós já estamos acostumados...’ piscou seguindo o amigo.
‘Eu não... Então, pare com isso!’ disse nervoso por estar sozinho com Harry.

‘Uhuuu!!’ Vários homens gritaram quando duas garotas, que na opinião deles eram gostosas, saíram do grande e falso bolo.
‘Aqui!! Estamos aqui!’ gritava atrás de várias mesas.
!’ Harry, ou melhor, , repreendeu.
‘Que foi Harry? Estamos em uma despedida de solteiro...’
‘É... Isso vale para todos!’ sorriu ‘Aqui!!’ Ele disse levantando o dinheiro.
‘Mas que vacas! Elas estão vindo!’ gritou.
‘Que isso, Harry?! Tenha modos!’ disse já tendo certeza da homossexualidade do amigo.
‘Saiam daqui!!’ Harry se sacudia enquanto as duas passavam as mãos pelo corpo dele. ‘Ahhh!! Socorro!!’ Ele tentava se afastar, mas as garotas rodavam em volta dele. ‘! ! ! Me ajuuudem!!’
‘Ihh... Ele deve estar comprometido!’ disse rindo do amigo.
‘Eu já acho que é outra coisa...’ agora gargalhava.

Xxxx


‘Cara, ele não precisava ter ido embora...’ balançou a cabeça.
‘É... Só o Harry mesmo!’ disse bebendo um gole de cerveja. ‘Acho que eu também já vou...’ disse se levantando.
‘Ihh... Tá com medo também?’ perguntou rindo.
‘Não... Mas eu quero dormir cedo. O concurso é amanhã.’
‘Pode crer! Eu também vou!’ disse se levantando.
‘Ah, então eu também!’ foi junto.

Xxxx


‘Eu queria estar lá pra ver!’ gargalhava com a história da amiga.
‘Não ria! O que eles fazem em uma festa de solteiro é horrível!’
‘Ah ... Paciência... Festa de solteiro, é festa de solteiro...’ se contorcia de tanto rir, na cama. achou melhor não falar que havia “pegado” uma das meninas, afinal como ela mesma disse “festa de solteiro, é festa de solteiro” e além do mais, eles nem estavam namorando.

Xxxx

‘Finalmente!’ dizia saindo carro de .
‘Awwo!!’ fez o mesmo se espreguiçando.
‘Agora eu vou deitar na minha linda cama e...’ parou quando viu “aquilo”.
‘Que foi, dude?’ franziu a sobrancelha e olhou pra trás.
‘Oh, my...’ foi tudo que disse ao fazer uma careta. ‘Acho que ele foi mais rápido...’
!’ bateu com o cotovelo no amigo.
‘Ah, qual é? Ele não pode ficar se remoendo por causa da ... Tudo bem que ela é a mais gata da escola, mas...’ Ele parou de falar quando viu que os amigos já haviam entrado.

Xxxx

‘Bom, eu vou dormir... Que amanhã eu tenho um concurso pra ganhar.’ se levantou da cama da amiga e abriu a porta.
‘Ah, eu vou estar lá. Me liga.’
‘É... Se eu achasse meu celular... Já deve ter um monte de ligação perdida do Harry.’
‘Harry?’ disse quando viu ele saindo do quarto de .
!’
‘Você não estava com sono?’
‘Er... tava, mas a me chamou e...’
‘Eu já sabia!’
‘Já?’
‘É... E eu sei porque você está escondendo isso.’
‘Sabe?’
‘Aham... Os preconceitos são muitos.’ disse saindo dali. Ao caminho do quarto parou e disse sozinho. ‘Mas... Se ele estava aqui, como podia estar lá?’

Xxxx

‘E ai, dude?’ disse entrando no quarto.
‘É incrível a capacidade do ser humano de se enganar com as pessoas!’ Foi a única coisa que disse. Ele estava sentado na cadeira do computador, de costas para o amigo.
‘Que?’
‘Não se faça se cínico! Você sempre querendo me ajudar com a sua irmã!’ agora estava gritando na cara de .
‘Mas...’
‘E o mais incrível, foi que eu acreditei em você! Eu fui um burro!’
...’
‘Sabe... Eu achei que fossemos amigos!’
‘MAS NÓS SOMOS AMIGOS!!! VOCÊ QUER, POR FAVOR, ME DIZER O QUE ESTÁ ACONTECENDO???’ ela se descontrolou, não estava entendendo nada.
‘Eu te vi aos beijos... Com a !!’
‘Eu? Não, você deve ter se enganado.’
‘Eu posso ter sido burro de acreditar em você, mas não sou cego não, Harry!’ Ele pegou na gola de Harry e o jogou para fora do quarto.
!! , abre isso!!’ esmurrava a porta. ‘Não era eu!!’ ela gritava, mas não obteve resposta.

Xxxx

‘Agora fudeu!’ Ela disse deitando-se no chão.
‘Harry?’ Flora abriu a porta do quarto dela. ‘Se quiser um lugar pra ficar...’

Xxxx

‘Onde será que a se meteu?’ Harry, havia chegado na escola. E aquele beijo... Vocês já sabem, né?’ Ele tentava o celular da irmã, mas ninguém atendia. Parou em frente a um quarto onde viu o seu nome escrito na porta. ‘Deve ser aqui.’ Ele abriu a porta e encontrou , de costas deitado em sua cama. Será que havia ido embora? ‘E ai?’ Ele disse sem obter resposta. Resolveu não forçar a barra, afinal aquela gente era estranha. Tirando o fato da menina mais bonita da escola ter beijado ele, Harry não via a hora de tudo aquilo acabar.


Capítulo 7

‘Cadê o Harry?’ perguntou para os outros dois, já no palco.
‘Não faço a mínima idéia...’ disse sem se importar.
‘Você também, né !’ gritou. ‘Foi brigar com ele logo ontem?’
‘Hey!! Harry!!’ avistou o amigo.
‘Que?’ Ele não entendeu nada.
‘Anda! Sobe aqui!’ fazia gestos largos com as mãos. Harry não estava entendo nada, mas pela pressão da platéia, da banda adversária e dos meninos que ele julgava que fossem da sua banda, resolveu subir.
‘Onde você tava?’ disse sem esperar resposta. ‘Senta logo ai!’
‘Mas o que?’ Harry não sabia o que tocar. Adorava tocar bateria e a mesma era a sua paixão, mas o que faria sem saber a música ou em ter ensaiado.
‘1, 2, 3...’ Começaram a música sem o som da bateria. Ele se encontrava apenas com duas baquetas nas mãos, sem saber o que fazer. de repente parou de tocar, quando ouviu várias vaias e risos.
‘Harry, o que tá acontecendo?’ se aproximou do amigo. estava soltando fogo pelos ouvidos.
‘Com licença, senhoras e senhores!!’ Sebastian, o ex namorado de havia chagado. ‘Eu tenho uma revelação a fazer.’ Ele disse alto enquanto todos prestavam atenção. ‘Você!’ apontou para Harry.
‘Eu?’
‘É... Vamos , tire logo essa peruca!’ Sebastian subiu no palco e começou a puxar os cabelos de Harry.
‘Tu é louco?!’
‘Meus companheiros, lhes apresento... Judd! A irmã de Harry!’ Todos olhavam pra ele sem ação. ‘É ela sim! Vai dizer que vocês não notaram o jeito dele, ou dela não sei... Nesses últimos dias?!’
‘É mesmo...’ estreitou os olhos.
‘Então você é lésbica... Porque ontem mesmo estava beijando a .’ deduziu.
‘Não! Eu sou Harry, Harry Judd! E sou homem!’
‘Prova!’ se manifestou.
‘Ok!’ Ele sorriu cínico e se levantou. Foi até a frente do palco e abaixou as calças.
‘Uooow!’ disse ao lado de Robbie, que havia comparecido ao concurso. ‘Belo trabalho!’ Ela disse colocando o binóculo.
‘Será, que o senhor poderia se retirar, já que descobrimos que o Harry, é o Harry!!’ O diretor estava quase tendo um treco.
‘Sim...’ Sebastian não sabia o que dizer, apenas desceu do palco.
‘Bom, não temos mais tempo, se preparem para a segunda etapa!’ O juiz anunciou.

‘O que tá acontecendo, ?’ Você me pede pra colocar o Harry na banda, eu coloco e vocês nem se quer tocam uma música?’ O diretor subiu no palco e começou a gritar na cara dele, que saiu andando. ‘Você está fora! Bem, entrará no seu lugar!’
‘Você faz tudo errado...’ disse descendo.

Xxxx


‘Auww!’ acordou se espreguiçando.
‘Oi!’ Flora disse, como já estivesse muito tempo admirando o falso Harry, dormir.
‘Que horas são?’ Ela perguntou.
‘11 horas.’
‘O QUE?? OMG!! O CONCURSO!! PORQUE VOCÊ NÃO ME ACORDOU??!!’ ela deu um pulo da cama e começou a calçar o tênis.
‘Você dormia tão bem...’
‘TCHAU!!’ saiu do quarto.
‘Eu fiz o seu café da manhã, querido!’ Flora gritou, mas Harry, já havia saído correndo.

Xxxx

‘Harry?’ franziu a testa quando viu o irmão sentado em um banco. ‘Psiu?’
Ela chamou atrás da árvore. ‘Harry...’ ele levantou a cabeça e viu a irmã escondida.
?’ ele foi até lá. ‘Você está diferente! Ou melhor, você está igual a mim!’ Ele se impressionou.
‘O que aconteceu?’
‘Ah, o que acha? Perdemos a primeira parte, fui tirado da banda, ou melhor, você.’
‘O que? Ah, não!!’
‘Você nunca quis ser baterista...’ Ele ergueu a sobrancelha.
‘É... mas é por outro motivo!’
‘Olha... É de verdade?’ Harry colocou a mão em uma das costeletas falsas.
‘É... Estou deixando crescer!’ sorriu, com o olhar de espanto dele. ‘Claro que não!’
‘Ah... E o que você vai fazer agora?’
‘Eu vou tentar tocar, e você... Não aparecerá!’ Ela disse saindo correndo.

Xxxx

‘Diretor!’ chegou gritando.
‘Você?’
‘Por favor... Me de uma segunda chance...’
‘Não Harry! Você acabou de estragar com a primeira fase, e não vai estragar com a segunda.’
‘Por favor. Eu juro que eu mudei!’
‘É?’
‘Diretor, seu eu não conseguir você pode me dar a maior punição do mundo.’
‘Humm.’
‘Pensa no Adam...’ se referiu ao outro diretor. havia contado sobre ele.
‘BEN!!!’
‘Sim?!’ Ele perguntou já sentado na bateria. ‘Você tá fora! Harry, você volta!’ ele disse e recebeu um beijo de no rosto. ‘Ei...’
‘Ahhh!’ Ben desceu batendo perna ‘Eu nunca consigo!’
‘Chegou a hora!’ O juiz anunciou.
‘Harry, vê se toca direito!’ alertou.
‘Pode deixar.’
‘1, 2, 3...’
A segunda fase, era pra tocar um cover. McFly tocou um cover do Queen “Don’t Stop me Now”. Arrasaram, assim como a outra banda. Mas agora eles tinham mais uma fase a ganhar, e estavam na desvantagem.

‘Calma... Nós vamos conseguir!’ conversava com os amigos enquanto não eram chamados.
‘Fomos bem na outra música, tenho certeza que também iremos bem nessa!’ pensou positivo.
‘Vamos tocar, I wanna hold you!’ disse.
‘Não, nós ensaiamos I’ve got you...’ disse como se o amigo estivesse brincando.
‘É ... O Harry nem ensaiou IWanna Hold You!’ descartou a possibilidade.
‘Mas o Ben sabe... E é com ele que vamos tocar!’ voltou a andar e foi atrás.
‘Hey! Qual é o seu problema?’ Ela foi atrás.
‘Você!! Como se já não bastasse ontem, ainda ferrou com a gente hoje!’ ele gritou.
‘Ah qual é, !’

“Chamamos agora para a final, McFly!!”

‘Qual é? Você é um falso, só falou aquilo da sua irmã pra despistar a !’
! Me escuta!! Temos um concurso pra ganhar será que dá pra você esquecer isso, pelo menos agora?’
‘Não, não dá!’
‘Se vocês quiserem discutir isso em casa...’ o juiz disse enquanto todos escutavam a conversa deles.
‘Quer saber? Pra mim chega! ?’ Ela chamou ele, que se virou.
‘Eu te amo!’ ela disse e todos arregalaram os olhos ou riram.
‘O que?’
‘Eu sabia!’ disse vitorioso.
‘É... Eu não agüentava mais ouvir você falar da ... Desculpe.’
‘Você...’ não sabia o que dizer.
‘Prazer, Judd!’ Ela tirou a peruca e deixou seus cabelos longos e lisos, caírem nas costas. ‘Meu irmão queria que eu fizesse isso pra que ele pudesse ir pra Los Angeles... Eu fiz...’ Ela agora tirava a sobrancelhas e a costeleta. ‘Desde do começo era eu. E ontem, quem você viu beijando a foi o meu irmão, eu estava conversando com a ... O viu!’
‘É... Eu vi.’
‘Desculpe, não ter te contado, mas eu nunca iria entrar pra banda se não fosse o “Harry”.’
‘Mas se você, é você... Cadê o verdadeiro?’ quis saber.
‘Deve estar escondido... Depois de ter mostrado o pingulim.’
‘Estou aqui!’ Harry apareceu.
‘Eu não estou entendo nada!’ que estava sentada na platéia balançava a cabeça.
‘Você pode não querer falar mais comigo, mas me deixa tocar... Pelo menos agora.’
O silencio tomou conta do lugar. olhou para como se pedisse ajuda.
‘Você é quem sabe, dude.’
‘Tocaremos I’ve got you!’ disse e sorriu.
‘Obrigada.’ A menina deu os ombros.
‘Hey!! O regulamento não permite trocas de músicas!’ um anãozinho apareceu com um papel na mão. Esse era o diretor da outra escola, Adam.
‘Que regulamento?’ O diretor disse ao pegar o papel da mão dele e rasgar.

Capítulo 8

Os dias haviam se passado. McFly agora havia ganhado um contrato. Harry havia entrado na banda, já que tinha resolvido sair.
Depois daquele dia, nunca mais havia trocado uma palavra com . Ele não queria falar com ela. Ou não entendia, ou estava com raiva, porque além de não falar com ela, não falava com ninguém.
?’ Harry entrou no quarto.
‘Hã?’
‘Pediram pra mim te entregar.’ Harry estendeu uma caixa pra ele. Depois saiu do quarto. abriu o embrulho e viu uma caixa de “ Hershe’s” junto de um bilhete.

“Say the magic words and i'll destroy the world for you…”

Era apenas o que estava escrito no bilhete. fechou a caixa e deitou.
Ficou pensando o que tivera acontecido nesse tempo todo. O que estava sentindo? Não sabia se estava realmente apaixonado, mas era uma coisa muito forte, disso ele tinha certeza. Esse tempo todo em que Harry, não era o Harry, fora sempre ela que dava conselhos a ele, fora sempre ela que lhe ajudava... E mesmo depois de saber de todos os seus podres e defeitos, sim pois era pra ela que contava tudo, ainda tentava se desculpar.

Xxxx

‘Harry!!’ gritou no meio do pátio enquanto ele conversava com .
‘Oi?!’
‘Cadê a ?’
‘Tá em casa... ela...’
‘Valeu!’ disse e saiu correndo, mas esqueceu de uma coisa. ‘Você!’ apontou pra . ‘Achei alguém melhor que você!’
‘O que?’
‘Não liga, não...’ Harry disse voltando a conversar com a menina.

Xxxx

estava cabisbaixa, não havia tomado café da manhã, e pra piorar a situação não parava de pensar em . Decidiu sair de casa pra ver se esfriava a cabeça. Andava, andava, mas tudo em que pensava lembrava dele. Se pudesse voltar no tempo não teria feito nada disso. Mas ai não teria conhecido . Talvez fosse até melhor, pelo menos não teria se apaixonado. Sentou-se em um banco de uma praça que havia perto da sua casa. Abaixou a cabeça e desejou que todos os seus sonhos se tornassem realidade. Começou a cantar.
‘Tell me that you want me baby
Tell me that it's true
Say the magic words and i'll destroy the world for you…’

‘An army for the broken hearted
Marching through the streets
And every city's burning to the ground under your feet.’
Alguém aparentemente conhecido havia terminado aquele trecho da música por ela. ‘É incrível a capacidade do ser humano de se enganar com as pessoas...’ disse sentando-se ao lado dela.
?’
‘Sabe... Outro dia eu fiz uma amizade com uma pessoa muito doida... Ele se chamava Harry, e eu sempre achei que ele era gay.’ não pôde deixar de rir.
‘É sério. Quantos homens no mundo, amarram a toalha de banho até o peito? Ou na cabeça? Ou quantos homens tem a capacidade de fugir quando duas loiras, se me permite dizer, gostosas, estavam dando o maior mole pra ele?’
...’
‘Eu era amigo dele sabe...’ continuou. ‘De repente eu fui em uma barraca do beijo, com um objetivo e acabei fazendo outro ainda melhor. Mas eu não tinha percebido isso na época.’ Nessa hora o encarava com lágrimas nos olhos. ‘Depois, por um incidente descubro que essa menina que eu beijei era irmã desse meu novo amigo. Na hora não sabia onde enfiar a cara.’
‘Me desculpa...’ ela abaixou a cabeça. se abaixou na frente dela e levantou seu rosto delicadamente.
‘Não que eu seja gay, mas eu não consigo parar de pensar em nenhum dos dois.’ disse e abriu um sorriso imenso. Ele não pensou duas vezes antes de beijar a menina. ‘Eu te amo.’ Ele disse interrompendo o beijo. ‘Me desculpa?’
‘Pelo o que?’ Ela perguntou.
‘Pelos tapas, empurrões e xingamentos... Eu não costumo bater em nenhuma das minhas namoradas, é sério.’
‘Sem problemas, afinal você não sabia que eu era uma garota...’ Ela deitou no colo dele, que tinha voltado a sentar no banco.
‘Você é bem melhor assim!’ disse arrancando mais um beijo dela.
‘Assim como?’
‘Assim, como menina! Tudo bem que antes de me apaixonar por você eu me apaixonei pelo Harry.’
!’
‘Tô brincando... Mas você era um ótimo amigo.’
‘Quer que ele volte?’ imitou a voz que costumava fazer.
‘Não...’ ele disse e a beijou mais uma vez. Abriu os olhos no meio do beijo e se deparou com uma barata.
‘AHHH!!!’ Ele disse subindo no banco junto de .
‘Ahhhh!! Mata !!’ Ela disse e os dois se olharam. Não puderam deixar de rir.


FIM

N.a Carolis:

Caaaaara!!
Finalmente eu terminei essa fic! Ufa...
Resolvi escrevê-la quando estava na casa do meu pai, pode parecer tosco, mas eu nunca tinha conseguido ver esse filme (Ela é o cara) inteiro, então aluguei e vi! o/
Pensei que já tivesse uma fic com esse nome, mas como não tinha... Ai depois fiquei pensando, como que eu ia escrever algo parecido? Sim, porque futebol não é o forte de nenhum dos meninos ¬¬'. Por isso o Harry é fixo gente, desculpe as Judds, mas se ele não fosse fixo, o Harry falso (que seria você) teria que cantar, e isso não seria muito bom... uhsuahshuauhshsua.
Obrigada a todas vocês que leram essa fic, e até vocês que não leram... ¬¬'. Obrigada tmb, à Livia que betou a fic pra mim! Obrigada amore! =D
Espero que tenham gostado.
Comentem Girls!
Amo vcs!


MSN ou e-mail: carolzita_potter@hotmail.com
Myspace: www.myspace.com/carol_abreu
Myspace come to brazil:www.myspace.com/mcfly_brazil